MARCELLO ALBANO TOPO BANNER DA CLÍNICA CARDIOTRAUMA TOPO Banner Topo – Datapicos Banner topo – Piauí Shopping Banner Topo Pivel Banner Topo Colégio Santa Rita Banner Livro Música para pensar
amarca

SEGUNDA-FEIRA, 18 de DEZEMBRO de 2017

PETROBRAS

TCU bloqueia bens de Dilma, Gabrielli e Palocci

O Tribunal de Contas da União determinou o bloqueio dos bens da ex-presidente Dilma Rousseff, do ex-ministro Antonio Palocci e do ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli

11 de outubro de 2017

Ex-presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli e Dilma Rousseff tiveram bens bloqueados pelo Tribunal de Contas da União

Fonte: Agência Brasil
Repórter: Sabrina Craide

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou hoje (11) o bloqueio de bens da ex-presidente Dilma Rousseff por causa de prejuízos causados na compra da refinaria de Pasadena, no Texas, pela Petrobras. Também foram bloqueados os bens do ex-ministro Antonio Palocci e do ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli, que integravam o Conselho de Administração da estatal na época da negociação.

Os bens ficarão bloqueados por um ano. Segundo o TCU, a medida deverá alcançar os bens considerados necessários para garantir o integral ressarcimento do débito em apuração, ressalvados os bens financeiros necessários às suas subsistências, inclusive tratamentos de saúde, e dos familiares deles dependentes. Dima, Palocci e Gabrielli ainda podem recorrer da decisão.

Segundo o TCU, o prejuízo com a compra de Pasadena chegou a US$ 580,4 milhões. O relator do processo, ministro Vital do Rego, destaca que houve erro nas decisões tomadas pelo conselho de administração da Petrobras na compra da refinaria.

Compra da Refinaria de Pasadena causou prejuízo milionário para os cofres da Petrobras

“À primeira vista todas essas circunstâncias poderiam indicar uma provável deficiência gerencial ou até mesmo decisões tomadas com base em cenários pertinentes, mas que não se realizaram. No entanto, o aprofundamento das apurações e toda a documentação aqui carreada indicam má gestão proposital com a finalidade de encobrir desvios”, argumentou o ministro.

Em agosto, o TCU havia condenado Gabrielli e o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró a pagar US$ 79,89 milhões em conjunto, mais R$ 10 milhões cada em multas, além de ficar inabilitados para exercer cargo público por oito anos.

Edição: Luana Lourenço

Posts Relacionados

Colunistas
Notícias Mais Lidas
Últimas Notícias

TV Folha Picoense

Solo de violão, incrível…

Publicidades

Banner Lateral – Dra. Ana Lúcia
Banner Lateral – Dr. José Almeida Leal
Cultura FM ap – Lateral
Dia Mundial Com – Lateral
BANNER LATERAL CARDIOTRAUMA ALBANOS
Banner lateral – Sintracs
Banner lateral – New Motos Honda
Banner Lateral – Central papelaria
Banner Lateral – Dr. Alisson Cavalcanti
Banner Lateral – Casa do Automóvel
BANNER LATERAL LABORATÓRIO MARCELLO ALBANO