BANNER DA CLÍNICA CARDIOTRAUMA TOPO BANNER PIAUÍ SHOPPING MAIO 15 5 18 Banner Livro Música para pensar Banner Topo Pivel MARCELLO ALBANO TOPO BANNER DATA PICOS 14 5 2018 Banner Topo Colégio Santa Rita
amarca

TERÇA-FEIRA, 12 de NOVEMBRO de 2019

SAÚDE PRECÁRIA

Médico José Almeida: “Hospital atende de forma irregular”

Para diretor do Sindicato dos Médicos do Piauí, a população e políticos de Picos estão de braços cruzados

19 de outubro de 2019

Diretor do Simepi, Médico José Almeida, reclama melhoria para Hospital de Picos (Foto: Folha Picoense)

JACSON MATOS
Da Redação

Atualizada e revisada às 12h30  20 10 2019

O Diretor do Sindicato dos Médicos do Piauí – Regional Picos (SIMEPI), o médico angiologista, José Almeida, afirma que, o Sindicato dos Médicos vê com preocupação as irregularidades no atendimento dos serviços de saúde realizados pelo Hospital Regional Justino luz, de Picos.

Numa entrevista, exclusiva à Folha Picoense, José Almeida, disse que os pacientes que chegam no Hospital Regional de Picos quando tem equipe médica e medicamentos recebem o atendimento. Mas, tem outros dias “que é a maioria das vezes, o paciente chega e não recebe o tratamento adequado, pois falta medicamentos, equipe de profissionais. Então, não tem como receber tratamento adequado”, pontua.

“O tratamento dentro do Hospital Regional, como eu disse é irregular. Nossa saúde não pode ter irregularidade. Temos que ter um serviço de qualidade como tem que ser. Não dá para improvisar. O atendimento, principalmente em pronto socorro não deve ser improvisado. É preciso ter equipes diariamente para suprir as necessidades”, enfatiza José Almeida.

Falta Responsabilidade

Para José Almeida, o problema do Hospital Regional Justino Luz não se resume apenas ao quesito direção. O médico ressalta que, mesmo havendo uma direção competente para administrar, o tratamento adequado somente ocorrerá se os recursos que vierem para Hospital Regional Justino Luz, forem suficientes.

O diretor do Simepi diz que não é possível entender o fato de a região de Picos ser, como de fato o é, o segundo maior polo de saúde do estado do Piauí. Mas não entende o porquê da falta de investimento por parte dos governantes.

Demanda elevada

“O Hospital Regional de Picos atende na marca de quinhentos mil habitantes. Mesmo a cidade de Picos sendo menor que Parnaíba, em relação ao polo de saúde o Hospital Regional de Picos atende uma macrorregião muito maior que Parnaíba e muito maior ainda, se comparada a Floriano”, explica José Almeida.

“E você sabia que os hospitais de Parnaíba e de Floriano são os hospitais de saúde pública bem menor em atendimento do que Picos?. No entanto, eles recebem um repasse muito maior do que o de Picos. Eu não sei por que cargas d’água Picos sendo o segundo maior polo de saúde do Estado, O Hospital Regional de Picos recebe menos dinheiro do que Parnaíba e Floriano?!”, questiona.

Hospital Regional Justino Luz tem estrututura e atendimento irregulares (Foto: Divulgação)

Estrutura e resolutividade

José Almeida, afirma que por conta disso, a resolutividade do Hospital Regional de Parnaíba e do Hospital de Floriano, separadamente, é muito maior do que a resolutividade do Hospital Regional de Picos. “Por quê?, porque lá, é claro, tem o repasse maior de dinheiro. Para você ter uma ideia Picos manda paciente para Floriano. Isso é um absurdo! e as estruturas dos hospitais são a mesmas. Não tem um hospital que seja mais bem estruturado”, informa.

Então terá dia que você será bem atendido por que, coincidentemente, vai ter remédio, vai ter material. E, na maiorias das vezes vai chegar e não vai ser bem atendido. “Qualquer um. Pode ser você pode ser eu, e pode ser qualquer uma outra pessoa. Corremos o risco de chegar ao Hospital Regional e não ter o atendimento; como já aconteceu, por falta da estrutura que Picos mereceria ter e não tem”.

Dois pesos e duas medidas

O diretor do Simepi destaca que que o Hospital de Parnaíba tem mais obstetra para atender a população do que Picos. “Para termos uma ideia, Parnaíba tem uma maternidade e um Hospital Regional. No Hospital Regional de Parnaíba, são três médicos de plantão dia e noite. No Hospital Regional de Picos apenas dois. Se os dois estiverem operando e chegar uma gestante para ser atendida, tem que ficar esperando e isso pode comprometer tanto a saúde da paciente como a do bebê. Isso porque em Picos falta UTI neonatal”. José Almeida diz que no caso de Floriano existe a UTI neonatal. No caso de Picos, se uma criança nasce com dificuldades, o Hospital Regional não dispõe desse recurso para socorrer o recém-nascido.

Segundo o representante do Simepi, uma das dificuldades que Floriano passa é causada pelas pacientes que vão de Picos para o daquela cidade e sobrecarregam o hospital de lá; que atende uma parte do sul do Piauí e outra do Maranha. Para completar; ainda recebe pacientes de Picos, que poderiam ser tratadas e curadas aqui”.

Picos atrás de Oeiras e Floriano na Saúde

“O Hospital de Floriano tem uma equipe composta por oito (8) neurocirurgiões. Picos não tem nenhum, embora os casos de traumas cranianos em Picos ocorram em proporção muito maior. Em Floriano existe uma equipe de sete (7) médicos especialistas vasculares. Aqui, se tivermos um trauma vascular, não temos uma equipe da especialidade. Chegam muitos pacientes com pé diabético e outros com alguma trombose e não vai ter equipe de vascular ”, diz José Almeida.

José Almeida insiste que; para que um médico trabalha e tenha condições de melhorar e até curar um paciente, “ele tem que ter as condições adequadas para esse trabalho: Espaço de trabalho adequado, equipamentos e material de atendimento, medicamentos para prescrever, tem que ter equipe treinada e capacitada e remunerar bem e pagar esses profissionais em dia. “De nada vale botar um médico só para fazer de conta: ter profissional sem uma escala sem medicamentos sem ter materiais adequados”, pontua.

Falta dinheiro

Em Picos, a maioria das patologias graves, que daria para resolver no Hospital Regional Justino Luz, são encaminhadas para Oeiras, Floriano e Teresina. Faz muito tempo que o Hospital de Picos se encontra deste jeito: sucateado. “Aqui só vai mudar quando o repasse que chegar ao hospital for suficiente para, pelo menos, cobrir as necessidades, ressalta José Almeida.

Tem que ter Dinheiro para contratar profissional, montar as equipes ter uma equipe de neurocirurgiões, de cirurgia vascular. Uma equipe completa de obstetra para acompanhamento equipe de pediatras. Falta tudo isso, lá é escasso e incompleto. As escalas são incompletas.

E quanto o pagamento dos médicos está atrasado e o sindicato dos médicos já falou com o Ministério Público do Estado. Já existe até mesmo um acordo do Governo do Estado que se comprometeu a fazer os pagamentos até o fim do ano ou o começo do próximo ano.

Braços cruzados

“Não dá para entender por que Picos é o segundo maior polo de saúde e recebe menos. É simples: Por que aqui o político fica de braços cruzados, o médico, o enfermeiro, os repórteres a população; todos de braços cruzados aceitando a situação. Em Parnaíba, eles não ficam”, enfatiza.

José Almeida explica que os políticos dessas outras cidades conseguem juntar esforços e e reivindicam. Exigem até conseguir os repasses para seus municípios e assim funciona e não ficar só olhando o Governador que vai sair da “esquina”.

Ainda segundo José Almeida, a população tem que exigir dos seus políticos tem que dizer à direção do hospital: Olha a cidade precisa de tantos profissionais, de material, de recursos (dinheiro) para que o hospital possa funcionar adequadamente. Falta esta exigência e a decisão do Governo agir .

Segundo diz José Almeida, os Hospitais Regionais de Parnaíba e de Floriano também passam dificuldades. “Mas têm maior resolutividade, e mais profissionais do que Picos. O Governo do Estado faz um cálculo do repasse que privilegia mais essas duas cidades”, finaliza.

Colunistas
Notícias Mais Lidas
Últimas Notícias

PUBLICIDADES

Banner Lateral – Dr. José Almeida Leal
BANNER LATERAL CARDIOTRAUMA ALBANOS
Banner Lateral – Central papelaria
BANNER LATERAL LABORATÓRIO MARCELLO ALBANO
Banner lateral – New Motos Honda
Banner lateral – Sintracs
BANNER PIVEL TEMPORÁRIO
Cultura FM ap – Lateral
Dia Mundial Com – Lateral
Banner Lateral Anuncie aqui
Banner Lateral – Novajet