BANNER DA CLÍNICA CARDIOTRAUMA TOPO Banner Livro Música para pensar MARCELLO ALBANO TOPO Banner topo – Piauí Shopping Banner Topo Pivel Banner Topo Colégio Santa Rita Banner Topo – Datapicos
amarca

SEGUNDA-FEIRA, 18 de DEZEMBRO de 2017

NOSSA CULPA

Otílio Rodrigues: “A mentalidade que quebrou o Brasil”

A mentalidade de achar que os recursos do Brasil são ilimitados e que o Estado tudo pode; responde, em grande parte, pela crise que o país enfrenta na atualidade

13 de agosto de 2017

O exorbitante número de impostos no Brasil é tão inaceitável que se transformou no foco de campanhas dos consumidores

Se o Brasil fosse uma empresa estaria literalmente quebrada. Ou seja, estaríamos em um estado de insolvência. Nosso déficit no orçamento anual em 2017, a diferença entre o que governo arrecada de impostos e o que ele gasta é da ordem de 140 bilhões. Como é que pode termos chegado a este ponto? Como explicar esta situação de descalabro? Como é possível que um dos países mais ricos do mundo não tenha dinheiro para atender as necessidades mais elementares da sua população?

A cobrança de impostos acima da normalidade impacta diretamente no poder de compra da população

As raízes históricas da nossa incompetência na economia são complexas e não conseguiríamos descrever de uma maneira rápida. Mas, uma boa parte das dificuldades atuais têm causas bem mais simples e bastante conhecidas. Uma destas causas encontra-se na mentalidade de achar que nossos recursos são ilimitados e que o Estado tudo pode. Desde a Constituição de 1988, o país se habituou a transferir um conjunto de despesas e obrigações para o setor público sem se preocupar com a fonte dos recursos, nem com quem vai pagar a conta. Tudo por aqui é dever do Estado, previdência, saúde, educação, segurança, infraestrutura e muito mais. Esta é a mentalidade comum ao brasileiro, achar que tudo é de responsabilidade do governo.

Uma das alternativas de combate à carga tributária encontrada pela sociedade, é a chamada campanha de esclarecimento direto junto aos consumidores

E para atender estas demandas sociais cada vez maiores, os políticos, que expressam a voz da sociedade, sendo por ela escolhidos, junto com os governos de todas as cores e partidos, que também foram eleitos democraticamente, vêm ano a ano aumentando a carga dos impostos. Mais de um terço de tudo que produzimos vai para as mãos do governo. Já temos uma das mais altas cargas tributárias do planeta e mesmo assim, todo este dinheiro arrecadado é insuficiente. O país não tem mais dinheiro nem para honrar seus compromissos básicos.

Carga tributária brasileira é uma das mais altas do globo terrestre

Com esta mentalidade, não há mesmo recurso que atenda, pois como sabemos os desejos e necessidades do ser humano são ilimitadas. Não importa a ideologia política, todos os governos que tivemos foram escolhidos pelo povo e tiveram seus programas econômicos por ele aprovados. Portanto, se acertaram ou se erraram a responsabilidade maior é da sociedade e não dos políticos. Nós somos os únicos responsáveis. Não foram americanos, europeus ou japoneses que elegeram o nosso Congresso, fomos nós brasileiros.

O clientelismo político (compra e venda de votos) faz adoecer o sistema político, que apodrece com a corrupção

Mas, no próximo ano teremos uma grande oportunidade de dizer não a tudo que está aí. Uma boa medida para iniciar o processo de mudança é não votar em nenhum político que se candidate à reeleição em 2018. Não deveríamos reeleger ninguém. Renovar 100% do Congresso Nacional. Cometeríamos algumas injustiças? Sim, seguramente alguns bons políticos seriam penalizados, mas este é um preço que os justos terão que pagar pelos pecadores para que alguma coisa comece a mudar.

————————————————————————————————————

Otílio Rodrigues é economista e consultor empresarial. Mora na cidade de Campinas (SP).

Posts Relacionados

Colunistas
Notícias Mais Lidas
Últimas Notícias

TV Folha Picoense

Solo de violão, incrível…

Publicidades

BANNER LATERAL LABORATÓRIO MARCELLO ALBANO
Banner Lateral – Dra. Ana Lúcia
Cultura FM ap – Lateral
BANNER LATERAL CARDIOTRAUMA ALBANOS
Dia Mundial Com – Lateral