Banner Topo Colégio Santa Rita Banner Topo – Datapicos Banner Topo Pivel BANNER DA CLÍNICA CARDIOTRAUMA TOPO MARCELLO ALBANO TOPO Banner Livro Música para pensar Banner topo – Piauí Shopping
amarca

TERÇA-FEIRA, 17 de OUTUBRO de 2017

SAÚDE

Discinesia escapular, como entender essa disfunção

A terapêutica para este acometimento é de modo eminentemente clínico, e dá-se por intermédio de um eficiente e apropriado programa de reabilitação

09 de julho de 2017

Disfunção visível apenas durante o movimento escapular

A escápula detém papéis de suma importância no movimento do ombro do atleta. Os músculos que conferem sua estabilidade a fixam ao tórax, promovendo o adequado posicionamento da cavidade glenóide em relação ao úmero e proporcionando assim um alicerce estável para o manguito rotador. A mobilidade escapulotorácica precisa estar em sintonia com a mobilidade da articulação glenoumeral, mantendo uma relação de proporção.

Um desequilíbrio por menor que seja no ritmo escapulotorácico origina uma condição chamada discinesia escapular, que nada mais é que a alteração do posicionamento e mobilidade normal da escapula em relação à caixa torácica.

O termo discinesia escapular é generalista e não precisa com exatidão o local onde a disfunção ocorre, portanto, Kibler et al. (2003) propuseram um princípio de avaliação da discinesia escapular que faz diferença entre quatro arquétipos, sem referenciar a gravidade. No arquétipo tipo I, somente o angulo inferior da escapula se acha proeminente e, durante o movimento, o acrômio se inclina anteriormente e o ângulo inferior se inclina dorsalmente. O acidente ósseo da borda medial da escapula durante o repouso e a inclinação dorsal da borda medial quando acontece o movimento são atributos do tipo II. No tipo III, a borda superior da escapula conservar-se elevada no repouso e a escapula pode estar arrastada anteriormente; na fase de movimento não é possível observar a inclinação dorsal da borda medial da escápula. O arquétipo tipo IV é uma disposição harmônica, onde não é possível observar mobilidade excessiva e proeminência da escápula.

A mudança na mobilidade da cintura escapular vem sendo bastante relacionada com queixas de dor no ombro. A dor é mais frequente em indivíduos que usam o membro superior em atividades repetitivas que infligem sobrecarga no ombro e o fazem em posições elevadas, acima de 90 graus de abdução ou flexão. A mudança no ritmo escapuloumeral e a fadiga muscular gerada em consequência disto vêm sendo sugerida como a causa mais plausível de dor no ombro. Ejnisman (2001), em um estudo com 119 atletas com queixas pautadas ao ombro, averiguou que 72,2% deles possuíam dor nesse local.

A dor no ombro aparece como uma causa da discinesia escapular

A terapêutica para este acometimento é de modo eminente clínico, através de um apropriado programa de reabilitação com os seguintes objetivos: alongamento adequado da cápsula posterior do ombro, estabilização de força muscular de rotadores internos e externos do ombro e treinamento de fortalecimento e controle motor da articulação escapulotorácica.

O kinesio taping vem sendo amplamente empregado como opção terapêutica na prevenção e no tratamento de sintomas de lesões esportivas e naquelas que atacam o om¬bro. Esta técnica te como base promover uma melhora da circulação e diminuição do edema local, estimulação sensorial proporcionando estabilidade e propriocepção ao se executar movi¬mentos. Igualmente, também traz alívio da dor.

Uma das alternativas usada é o kinésio taping

No estudo de Oliveira et al. (2013) foi examinado melhora no quadro de discinesia escapular posteriormente ao uso do kinesio taping, o que avigora que esta medida terapêutica colaborou para restauração da estabi¬lidade da escápula proporcionando ausência de dor durante glenoumeral. O kinesio taping também pode ter exercido influencia no posicionamento da articulação, já que a técnica corretiva pode causar uma adaptação do segmento referente ao estímulo constante erado pela fita.


RICCARDO ALBANO é fisioterapeuta, pós-graduando em fisioterapia traumato-ortopédica e desportiva.

Notícias de Riccardo Albano

TV Folha Picoense

Solo de violão, incrível…

Publicidades

BANNER LATERAL CARDIOTRAUMA ALBANOS
Banner lateral – Sintracs
Dia Mundial Com – Lateral
Banner Lateral – Dr. Alisson Cavalcanti
Banner Lateral – Dra. Ana Lúcia