Banner Topo Pivel BANNER DA CLÍNICA CARDIOTRAUMA TOPO Banner Topo Colégio Santa Rita BANNER PIAUÍ SHOPPING MAIO 15 5 18 Banner Livro Música para pensar MARCELLO ALBANO TOPO BANNER DATA PICOS 14 5 2018
amarca

SEXTA-FEIRA, 19 de OUTUBRO de 2018

FINANÇAS & INDICADORES

Mercado financeiro reduz inflação para 3,84% neste ano

A projeção segue abaixo do centro da meta de 4,5%, mas acima do limite inferior de 3%

14 de Fevereiro de 2018

Projeções do mercado financeiro para a economia seguem dentro da política feita pelo Banco Central (Foto: Divulgação)

Kelly Oliveira – Repórter da Agência Brasil

O mercado financeiro reduziu pela segunda semana seguida a projeção para a inflação neste ano. A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 3,94% para 3,84%, de acordo com o boletim Focus, publicação semanal do Banco Central (BC)sobre os principais indicadores econômicos.

A projeção segue abaixo do centro da meta de 4,5%, mas acima do limite inferior de 3%. Para 2019, a estimativa para a inflação está no centro da meta, em 4,25%.

Taxa básica de juros

Para alcançar a meta, o banco usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,75% ao ano. Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.

Em destaque, na imagem, o edifício sede do Banco Central do Brasil, em Brasília, onde o Copom faz suas reuniões (Foto: Divulgação)

De acordo com a previsão das instituições financeiras, a Selic encerrará 2018 no atual patamar e subirá ao longo de 2019, encerrando o período em 8% ao ano.

Atividade econômica

A estimativa do mercado financeiro para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, permanece em 2,70%, neste ano, e em 3%, em 2019.

Dólar

A estimativa para a cotação do dólar ao final de 2018 segue em R$ 3,30. Para o fim de 2019, a projeção passou de R$ 3,40 para R$ 3,39.

Endividamento público

A instituições financeiras também projetam que a dívida líquida do setor público deve encerrar 2018 em 55,5% do PIB. Para o fim de 2019, a projeção é 57,9% do PIB.

Edição: Maria Claudia

Posts Relacionados

Colunistas
Notícias Mais Lidas
Últimas Notícias

TV Folha Picoense

Solo de violão, incrível…

Publicidades

Banner Lateral – Dr. José Almeida Leal
Banner Lateral – Central papelaria
BANNER LATERAL LABORATÓRIO MARCELLO ALBANO
Banner lateral – New Motos Honda
Banner Lateral – Dra. Ana Lúcia
BANNER LATERAL CARDIOTRAUMA ALBANOS
Banner Lateral – Novajet
Banner lateral – Sintracs
Banner Lateral – Dr. Alisson Cavalcanti
Cultura FM ap – Lateral
Banner Lateral – Casa do Automóvel