BANNER DA CLÍNICA CARDIOTRAUMA TOPO Banner Topo Pivel Banner Livro Música para pensar BANNER PIAUÍ SHOPPING MAIO 15 5 18 MARCELLO ALBANO TOPO Banner Topo Colégio Santa Rita BANNER DATA PICOS 14 5 2018
amarca

SÁBADO, 26 de MAIO de 2018

CONCENTRAÇÃO DE RENDA

IBGE diz que Piauí tem a maior diferença entre ricos e pobres

De acordo com pesquisa do IBGE diferença entre ricos e pobres no Piauí é a maior do país

18 de dezembro de 2017

Imagem da zona norte da Capital do Piauí, Teresina. Cidade possui mais de 70 favelas onde inexistem as condições mínimas de higiene (Foto: Divulgação)

Fonte: G1 Piauí
Andrê Nascimento

A Síntese dos Indicadores Sociais (SIS), pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o Piauí é o estado que apresenta a maior diferença entre os maiores e menores salários e rendimentos. Segundo a pesquisa, os trabalhadores do topo da distribuição (10% com maiores rendimentos) recebem em média 18,6 vezes mais que os trabalhadores da base (40% com menores rendimentos).

12,3% da população do Piauí vive em domicílios sem banheiro ou sanitário, sendo esse o pior índice do país.

Imagem da zona leste de Teresina contrasta com outras regiões de Teresina. Na zona leste há maior concentração de riqueza

A pesquisa foi realizada com base em dados do ano de 2016. O resultado coloca o Piauí bem à frente da média nacional, que é de 12,5 vezes. Em segundo lugar, vem o estado do Maranhão, onde os maiores rendimentos correspondem a 15,3 vezes os menores.

O Piauí é ainda o estado com o segundo menor rendimento médio da federação (R$ 1.211), à frente apenas do vizinho Maranhão. Segundo a SIS, 61,8% dos trabalhadores do Piauí eram informais, o rendimento médio do trabalho informal foi equivalente a 27,9% do rendimento médio do trabalho.

Imagem da “Rodoviária dos Pobres”, em Teresina. Contraste entre ricos e pobres também se expreessa no setor de transporte (Foto: Divulgação)

A pesquisa mostrou também que 44,4 % da população vive abaixo da linha da pobreza, com menos de US$ 5,5 por dia, o que correspondia a R$ 383 por mês em 2016. O resultado se reflete, entre outros aspectos, na qualidade das moradias. Segundo a pesquisa, 12,3% da população do Piauí vive em domicílios sem banheiro ou sanitário, so pior índice do país.

Posts Relacionados

Colunistas
Notícias Mais Lidas
Últimas Notícias

TV Folha Picoense

Solo de violão, incrível…

Publicidades

Cultura FM ap – Lateral
Banner lateral – Sintracs
Banner Lateral – Casa do Automóvel
Banner Lateral – Dr. José Almeida Leal
Banner lateral – New Motos Honda
BANNER LATERAL LABORATÓRIO MARCELLO ALBANO
Banner Lateral – Central papelaria
Banner Lateral – Dra. Ana Lúcia
Banner Lateral – Novajet
Dia Mundial Com – Lateral
Banner Lateral – Dr. Alisson Cavalcanti